Pesquisar este blog

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Guia prático de ferramentas do artesão #2

Queridos leitores, hoje eu trago uma diga simples, mas que muitas vezes nós não nos atentamos e por isso é bom falar (escrever, rsrs).
Todos nós temos uma tesoura em casa, não é mesmo?
Principalmente quando somos artesãos, costumamos precisar de ferramentas de corte o tempo todo. Algumas pessoas preferem ter apenas uma tesoura e usá-la para tudo, enquanto outras, gostam de fazer coleção. Como dizem por aí, nem tanto ao céu nem tanto ao mar, não é bom usar uma tesoura para todos os fins e nem é necessário ter uma coleção de tesouras, a não ser que se queira. O importante mesmo é ter uma tesoura para cada função.
Mas como assim? É isso mesmo!
Se você não quer ficar gastando o seu dinheiro sempre amolando suas tesouras e ainda correr o risco de não poder mais usá-las de tanto já ter amolado, é bom seguir algumas dicas, de acordo com as suas necessidades:
  • Tenha uma tesoura só para tecidos;
  • Uma só para papelão e papel, se possível uma para cada;
  • Uma tesoura só para EVA;
  • Um estilete para cortes gerais (abrir caixas, cortar papelão, EVA, etc), pois conseguimos cortar a sua lâmina e usá-la como nova várias vezes;
  • Na foto, eu mostro o cortador circular que pode ser usado em papelão, EVA ou em tecido, porém é um material caro e pode ser substituído pela velha e boa tesoura;
  • Também coloquei o exemplo de uma tesoura decorativa com o corpo de plástico e o corte de aço, que serve para papel e EVA;
  • A tesoura de picotar, com corpo de metal, serve também para tecido e é mais durável, porém mais cara (aparece na foto com o cabo azul);
Da esquerda para a direita: estilete, minha tesoura para tecidos em geral (tb uso para feltro, mas tenho que comprar uma só para isso!), cortador circular, tesoura de picotar, tesoura decorativa, tesoura de tecido para cortes pequenos e para fitas (cetim, voil, etc), tesoura para papel e papelão, tesoura para EVA.