Pesquisar este blog

sábado, 4 de julho de 2015

1ª Etapa da Precificação

Como vimos no post anterior, várias são as etapas que constituem o processo de precificar um produto e o primeiro que vamos esmiuçar aqui será o da matéria-prima.

Matéria-prima


Segundo uma fonte de pesquisa virtual, "matéria-prima é um produto natural ou semimanufaturado (bem intermediário) que deve ser submetido a um processo produtivo até tornar-se um produto acabado." (https://pt.wikipedia.org/wiki/Mat%C3%A9ria-prima)

A partir desta definição, vamos esclarecer uma coisa importante: a matéria-prima é o material central do seu trabalho, é o principal, a base. Os demais materiais, são chamados de insumos, embora insumo também possa ser atribuído na indústria a todo o restante utilizado para se confeccionar um produto, incluindo equipamentos, ferramentas, mão de obra, etc.
Vamos deixar a mão de obra a parte, pois foi um assunto que já dediquei dois posts sobre o cálculo da sua hora de trabalho e vamos focar na matéria-prima e demais insumos utilizados na produção.

Vou exemplificar o que falei com um exemplar do meu trabalho:

Caderno de assinaturas Casamento

Neste lindo caderno, o EVA é o material principal em sua confecção, então ele é a matéria-prima, os demais materiais utilizados são os insumos.
Que materiais eu gastei para fazer este caderno, além da matéria-prima?

  • Fita de cetim nº5;
  • fita de cetim nº1;
  • botão decorativo de coração;
  • meia pérola;
  • passa-fita;
  • strass;
  • cordão de flores peroladas;
  • tinta relevo(dentro do caderno)
  • cola glíter;
  • perfurador de papel/ eva;
  • máquina de cortar eva;
  • refil de cola quente;
  • pistola de cola quente;
  • pincel;
  • cola instantânea;
  • argolas dourados (alianças);
  • tesoura;
  • palito de churrasco;
  • copo descartável;
  • energia elétrica
  • água;
  • internet.
Pode parecer estranho estes 3 últimos itens aparecerem na lista de insumos, porém, sem eles, eu não poderia ter concluído o meu produto, tendo em vista que:
  1. Sem a energia elétrica, não conseguiria aquecer o refil de cola, ligar a máquina de corte, ligar o computador, onde fiz algumas pesquisas referentes o produto e, se fosse trabalhar durante a noite, também não poderia fazê-lo sem acender a luz;
  2. A água foi necessária para a diluição da cola glíter e a lavagem do pincel utilizado;
  3. A internet foi utilizada para eu aperfeiçoar a confecção das rosinhas de fita (não estou contando o contato com cliente, somente a produção do produto!)
Dica: Além de anotar os materiais que gastou, também é importante, saber as medidas, quantidades, o tempo que usou a energia elétrica para fazer aquela peça, mas também não adianta você anotar tudo direitinho, se não souber quanto custa cada coisa. Guarde suas notas fiscais, notinhas, saiba quanto custa a luz, a água, a internet, enfim, se habitue a anotar e a calcular...

No próximo post, vamos aprender a calcular o valor gasto em uma peça com matéria-prima e insumos.

Continuem acompanhando, postem suas dúvidas para que eu possa ir tirando-as ao longo dos posts ou fazer um post só com as dúvidas de vocês. Ok!

Um abraço pessoal,

Aline Carpazano.